quarta-feira, 11 de março de 2009

Inventar o Amor

Quero inventar
o Amor
como quem cria
um Novo Cosmos,
um Novo Nome,
um Novo Som.
Fazer do meu sangue
uma Nova Era,
onde o nome dos que amo
seja letra de canção
e o teu seja o mote.
Dos meus gestos, uma harpa ultrassónica,
dos meus braços, uma galáxia fantástica,
ainda não descoberta,
do meu olhar, espectáculo
de raios laser e som,
do meu corpo, uma estátua perfeita,
que ninguém ouse profanar.

Pudesse a minha vida, por exemplar
ser modelo original
e
imaginar
Nova Ordem Solar

Lurdes Mendes da Costa

3 comentários:

Ana Martins disse...

"Inventar o Amor", um titulo perfeito para um poema onde o sonho tem o papel principal!!!
Parabéns!

Beijihos,
Ana Martins

María disse...

Muy bello tu blog, a mi me gusta mucho la poesía por eso he venido a conocer este blog, pero también voy a conocer más blogs tuyos, y te doy las gracias por visitarme, y comentar, sí que he entendido lo que has comentado.

Un beso.

amo de paixão disse...

olho vc
sigo vc
sabe porque
amo vc ♥♥♥